Biometria

Sistemas com Biometria

BIOMETRIA significa, literalmente, MEDIDA DA VIDA. No mundo da segurança, biometria se refere aos MÉTODOS AUTOMATIZADOS para IDENTIFICAÇÃO de pessoas com base em suas CARACTERÍSTICAS físicas únicas ou aspectos comportamentais.

Pode ser mais bem definida como sendo as mensurações fisiológicas e/ou características de comportamento que podem ser utilizadas para verificação de identidade de um indivíduo. Inicialmente estas técnicas eram empregadas em aplicações especializadas de alta segurança, entretanto nós estamos vendo agora sua utilização e proposta de uso em uma grande e crescente área de situações do nosso dia a dia.

 

Como funciona a verificação biométrica
A autenticação biométrica envolve duas fases

Primeiro, o usuário precisa se registrar no sistema, permitindo a coleta da impressão digital, da imagem da íris ou da face, gravação da voz, entre outros elementos mensuráveis.

Características-chave são extraídas e convertidas em um padrão único, que é armazenado como um dado numérico criptografado. Na prática, o sistema não grava a foto do rosto ou da impressão digital, mas o valor que representa a identidade biométrica do usuário.

Numa segunda fase, para que um usuário tenha acesso ao sistema, é preciso que ele apresente sua característica biométrica, que será comparada ao padrão que foi registrado no banco de dados.

A coincidência entre o padrão gravado e o coletado em tempo real raramente será perfeita. O sistema pode ser configurado para ser mais ou menos tolerante, para minimizar o número de rejeições indevidas e impedir que um falso usuário obtenha acesso.

 

Esqueça todas as suas senhas

Normalmente, as pessoas obtêm acesso a instalações seguras usando elementos que elas conhecem, como senhas, ou algo que possuam, como cartões magnéticos. Um terceiro método, chamado biometria, baseia-se no que a pessoa é ou faz.

A biometria funciona porque o ser humano possui características corporais únicas e que são, de certa forma, estáveis. Isso inclui impressões digitais, traços faciais e características físicas dos olhos. A fala e assinaturas manuscritas são características relacionadas ao que a pessoa faz (biometria do comportamento) e que também identificam de modo único.

 

Tipos de Biometria

  • Impressões Digitais
  • Reconhecimento da face
  • Identificação pela íris
  • Reconhecimento pela retina
  • Reconhecimento da voz
  • Geometria da mão
  • Reconhecimento da assinatura
  • Reconhecimento da  digitação

Impressões Digitais

Leitores Óticos

Vantagens:

  • fingerkeyHamsterIIINenhuma necessidade de tratamento da superfície
  • Resistência de choque.
  • Superfície sem risco.
  • Resistência ao ambiente.
  • Superfície sem corrosão.
  • Nenhum problema de encontro à eletricidade estática.
  • Custo baixo da manufatura e da manutenção.

 

Leitores Capacitivos

Vantagens:

  • A sujeira não é um fator impeditivo na operação de leitura da impressão digital, apenas podendo gerar limitações em alguns casos;
  • A umidade no sensor capacitivo pode até melhorar a qualidade de leitura da impressão digital;
  • As marcas de oleosidade deixadas por uma impressão digital não prejudicam a leitura de outra impressão posterior.

 

Transformação em pontos digitais

Transforma a imagem em uma seqüência de caracteres de tamanho e velocidade de busca muito inferior a uma foto da digital. Criptrografa a informação, tornando-a indecifrável. Somente o programa específico do leitor pode comparar com outra digital para validar ou identificar o usuário.

biometria pontos

  • Cume: A linha da impressão digital que é comparada como uma montanha.
  • Vale: É o espaço entre os cumes.
  • Ponto de União: O ponto onde dois cumes unem-se.
  • Bifurcação: O ponto aonde um cume divide-se.
  • Núcleo Superior: O lugar onde a dobra do cume ascendente é maior.
  • Núcleo Inferior: O lugar onde a dobra do cume é maior, fluxo do cume gira em torno do centro completamente.
  • Delta: O ponto onde o fluxo do cume divide-se em três sentidos.

 

Princípios fundamentais da Dactiloscopia

Perenidade
Os desenhos digitais existem desde o 6º mês de vida fetal, permanecendo intactos, inclusive, no pós-morte.

Imutabilidade
As propriedade dos desenhos digitais não mudam sua forma original em nenhum estágio da vida.

Classificados
As propriedades das figuras digitais podem ser classificados para arquivamento e pesquisas.

Variabilidade
Os desenhos digitais variam de dedo para dedo e de pessoa para pessoa.

Duas impressões digitais somente serão consideradas idênticas, quando apresentarem doze ou mais "PONTOS CARACTERÍSTICOS", com a mesma configuração e que tenham exatamente a mesma localização.